Warning: Declaration of YOOtheme\Theme\Wordpress\MenuWalker::walk($elements, $max_depth) should be compatible with Walker::walk($elements, $max_depth, ...$args) in /home/rafazimbaldi/www/novo/wp-content/themes/yootheme/vendor/yootheme/theme/platforms/wordpress/src/Wordpress/MenuWalker.php on line 8

CPI da Barragem Salto Grande debate recuperação do potencial turístico e tratamento de esgoto

A Comissão Parlamentar de Inquérito que analisa a segurança da Barragem de Salto Grande, em Americana, se reuniu nesta terça-feira (27/8) para ouvir o representante da do Consórcio Intermunicipal das Bacias dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí, (PCJ), Francisco Carlos Castro Lahóz e o secretário municipal de Meio Ambiente, da cidade da barragem, Odair Benedito Dias Silveira.

O relator da CPI, deputado Rafa Zimbaldi questionou aos dois a mesma pergunta que vem fazendo aos demais convidados para as oitivas da comissão: “A barragem tem risco de rompimento? ”. Mais uma vez a negativa foi dada pelos dois convidados.

“Desde que ouvimos do Ministério Público, por meio do promotor Ivan Castanheira que a barragem não tem risco de rompimento, continuamos o trabalho da CPI em busca de endossar essa afirmação para tranquilizar a população”, explica Rafa.

Depois da discussão sobre a segurança, os deputados e os convidados discutiram sobre os mecanismos que poderiam criar para auxiliar na despoluição da água da represa.

“Temos 11 cidades da região que despejam esgoto no local, portanto, no nosso relatório contará a urgente medida de ações que mudem essa realidade para que possamos recuperar o meio ambiente e consequentemente o potencial turístico daquele local”, completa o relator.

O secretário do Consórcio PCJ,  Lahóz enalteceu a medida e sugeriu aos parlamentares a criação de uma frente parlamentar ou uma outra CPI para debater o tratamento de esgotos das bacias PCJ, que tem causado a contaminação de praias e dificultado o turismo. 

Por fim, o secretário de meio ambiente de Americana também pediu ajuda nesse sentido e disse que a despoluição da represa deve estar presente no Plano Diretor de Desenvolvimento Integrado (PDUI).

“Como o nosso secretário de Desenvolvimento Regional, Marcos Vinhol, já nos adiantou na Comissão de Assuntos Metropolitanos e Municipais, na qual presido, que o PDUI da Região Metropolitana de Campinas só virá para Alesp no ano que vem, vamos com certeza levar essa problemática para as audiências públicas do PDUI”, finaliza Rafa.

Além de Rafa, a reunião contou com a presença do presidente da CPI, deputado Roberto Morais, do vice presidente deputado Dirceu Dalben e também dos deputados membros Luiz Fernando, Adalberto Freitas e Marcio Nakashima.